Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Sub Forum destinado à discussão de Temas relacionados com Análises Clinicas e Saúde Pública

Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor Bruno Glória em Segunda, 03 Out 2011 20:47

Descrição da profissão

O Técnico de Análises Clínicas e de Saúde Pública (TACSP) é um profissional de sáude com qualificação superior e que exerce a sua actividade essencialmente na área da investigação clínico-laboratorial. O TACSP integra equipas multidisciplinares, desempenhando um papel vital nos cuidados de saúde. De entre as suas principais funções destacam-se a colheita de produtos biológicos (p.e., sangue), a selecção e a execução de uma vasta gama de técnicas laboratoriais e a interpretação dos resultados em função da informação clínica do utente. Estes resultados podem fornecer informações relevantes em contextos diversos, nomeadamente no rastreio, no diagnóstico e na monitorização de diversas patologias, assim como na avaliação da efectividade de determinados tratamentos.

Imagem


Legislação

O TACSP está inserido na carreira dos Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica (TDT), sendo o seu exercício definido actualmente pelos Decretos-Leis n.os 261/93, de 24 de Julho, 320/99, de 11 de Agosto, e 564/99, de 21 de Dezembro.
O exercício da profissão está condicionado pela posse de Cédula Profissional, cuja emissão é da responsabilidade da Administração Central do Sistema de Saúde, I.P. (ACSS). Por outro lado, a legislação em vigor não permite que um TACSP possa assumir a Direcção Técnica de um Laboratório de Análises Clínicas.


História das Análises Clínicas

Os primórdios das análises clínicas remontam a 4000 a.C., onde existem registos de desenvolvimento de testes quantitativos e qualitativos em amostras de urina. Desde muito cedo se descobriu que a urina constitui uma amostra valiosa na investigação de diversas patologias, nomeadamente a diabetes mellitus. Nos séculos seguintes assistiu-se a um grande progresso nos campos da anatomia e da fisiologia, o que permitiu uma melhor compreensão da patofisiologia e o desenvolvimento de novos testes laboratoriais. Os séculos XVII e XVIII marcaram o início da primeira era científica, com o desenvolvimento da Química Analítica e o advento da Microbiologia. No século XX assistiu-se a uma verdadeira revolução científica, com descobertas notórias, sobretudo nos domínios da Bioquímica e da Genética. Desde então, o papel das análises laboratoriais no contexto da Saúde foi completamente transformado, existindo a necessidade da criação de diversas especializações dentro das ciências laboratoriais, como são exemplo a Hematologia, a Química Clínica ou a Microbiologia.
Em Portugal, os primeiro laboratórios de Análises Clínicas surgiram entre o final do século XIX e o início do século XX. Na origem da actual figura do TACSP estavam os Preparadores de Laboratório. A crescente importância das Análises Clínicas e destes profissionais no contexto dos Serviços de Saúde conduziram à criação da carreira de Técnico Auxiliar de Laboratório, em 1972.
Posteriormente, estes profissionais passaram a integrar a carreira de Técnico Auxiliar dos Serviços Complementares de Diagnóstico e Terapêutica, criada nos termos do Decreto Regulamentar n.º 87/77, de 30 de Dezembro. Para o ingresso nesta carreira era exigida a posse de habilitações literárias ao nível do 1º ciclo do curso geral dos liceus, bem como de um curso de especialização profissional. Face à evolução dos testes laboratoriais, e às funções cada vez mais complexas destes profissionais, foram criadas em 1982 as Escolas Técnicas dos Serviços de Saúde de Lisboa, de Coimbra e do Porto, sucedendo aos centros de formação que ministravam os referidos cursos de especialização profissional (Decreto-Lei n.º 371/82, de 10 de Setembro). Os cursos leccionados nestas Escolas tinham uma estrutura curricular de três anos lectivos, tendo como requisito de admissão a habilitação com o 12º ano.
Em 1985 foi criada a carreira dos Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica (Decreto-Lei n.º 384-B/85), surgindo pela primeira vez a designação profissional de Técnico de Análises Clínicas e de Saúde Pública. Para o ingresso na carreira podiam concorrer indivíduos diplomados com o curso de formação profissional ministrado nas Escolas anteriormente mencionadas. Em 1993 a formação destes profissionais foi integrada no Ensino Superior Politécnico, conferindo o grau de Bacharel, e as escolas passaram a designar-se Escolas Superiores de Tecnologia da Saúde (ESTeS). Posteriormente, os cursos ministrados nas ESTeS adoptaram o modelo de Licenciatura Bietápica - Bacharelato (3 anos) + Licenciatura (1 ano) - que conferia o grau de Licenciado. Por esta altura surgiram também outros estabelecimentos de ensino, públicos e privados, onde era ministrada a Licenciatura em Análises Clínicas e Saúde Pública (ACSP).
Em 1999, o exercício da profissão passou a ser regulamentado, sendo obrigatória a posse de uma Cédula Profissional (Decreto-Lei nº 320/99).
Em 2008 a Licenciatura foi adequada ao Processo de Bolonha, mantendo a duração de 4 anos, sendo um ano lectivo (ou equivalente) dedicado a estágios curriculares nas diferentes áreas de actuação do TACSP.
No futuro, é previsível que a Licenciatura em ACSP e o próprio perfil do TACSP sofram algumas alterações. De acordo com as recomendações de um Grupo de Trabalho criado no contexto da revisão da carreira dos TDT, a modificação mais profunda poderá ser a fusão da Licenciatura em ACSP com a Licenciatura em Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica, formando um cluster de Ciências Clínico-Laboratoriais.


Áreas de intervenção

Embora o campo de actuação de um TACSP seja bastante abrangente, a sua actividade desenvolve-se essencialmente nas áreas da Patologia Clínica, da Imuno-Hemoterapia e da Saúde Pública.

Patologia Clínica

Hematologia

Imagem

A Hematologia consiste no estudo do sangue e das diferentes células sanguíneas (eritrócitos, leucócitos e plaquetas). Através de analisadores automáticos e/ou do microscópio, o TACSP procede à quantificação das células sanguíneas, à avaliação da sua morfologia, à determinaçao da concentração de hemoglobina, ao estudo da coagulação sanguínea, entre outros. Os testes executados nesta área fornecem informações relevantes no contexto de diversas patologias, como por exemplo as anemias e as leucemias.

Química Clínica

Imagem

Na Química Clínica são estudados os processos químicos que ocorrem no nosso organismo, através da análise de fluidos biológicos como o sangue, a urina, o líquido cefalorraquidiano. Os analitos encontrados numa determinada amostra podem ocorrer naturalmente, como parte do metabolismo normal (p.e., sódio, potássio), ou podem ter sido ingeridos pelo paciente, deliberadamente (p.e., medicamentos, drogas de abuso) ou de forma acidental (p.e., exposição involuntária a agentes tóxicos). Nesta área, o TACSP procede ao doseamento de uma infinidade de analitos, investigando os níveis de proteínas, açúcares, lípidos, electrólitos, hormonas, enzimas, fármacos, substâncias tóxicas, etc. Os resultados obtidos apresentam uma extensa aplicabilidade, desde a avaliação das funções hepática, renal, cardiovascular, ao diagnóstico de doenças metabólicas (p.e., diabetes), até à monitorização de terapêuticas e estudos toxicológicos.

Microbiologia

Imagem

A Microbiologia envolve a análise de diversos produtos biológicos, visando a detecção de microorganismos (bactérias, fungos, parasitas e vírus) que possam estar na origem de um processo infeccioso.
O TACSP tem como principal função a execução de uma série de técnicas que permitam determinar a identidade do agente patogénico suspeito, assim como a sua sensibilidade a uma série de antibióticos. O método mais comum para a detecção de microorganismos é a sua cultura em meios apropriados que favoreçam o seu crescimento in vitro. A sua observação microscópica pode fornecer igualmente informações relevantes sobre a sua identidade. Em alguns casos específicos, são também executados testes serológicos que permitem demonstrar a presença de anticorpos ou antigénios específicos no soro de doentes com determinadas infecções.

Imunologia

Imagem

O sistema imunitário e os distúrbios a ele associados são o principal alvo de estudo da Imunologia. Esses distúrbios podem estar associados a processos infecciosos, alergias, doenças malignas ou auto-imunes, imunodeficiências, entre outras condições. Ao nível laboratorial, o TACSP executa, entre muitos outros, testes para quantificação dos componentes do sistema imunitário, testes de alergologia, tipagem tecidular, imunofenotipagem (p.e., caracterização de leucócitos em patologias como a leucemia ou a SIDA), investigação de doenças auto-imunes e avaliação de resposta a vacinação/ tratamento.

Genética Molecular

Imagem

A Genética Molecular consiste no estudo da estrutura e da função dos genes a nível molecular. Trata-se de uma área recente e cada vez mais importante no contexto das Análises Clínicas, uma vez que o estudo dos ácidos nucleicos (DNA e RNA) permite o diagnóstico e a monitorização de uma infinidade de condições patológicas. As aplicações da Genética Molecular são inúmeras, sendo actualmente executados testes moleculares em áreas como a Imunologia/ Histocompatibilidade, a Microbiologia, a Hematologia/ Hemato-Oncologia, a Imuno-Hemoterapia, a Saúde Pública e as Ciências Forenses.
De uma forma muito simples, os testes moleculares consistem na extracção dos ácidos nucleicos, na sua posterior amplificação (p.e., Reacção em Cadeia da Polimerase - PCR) e na visualização dos produtos amplificados (p.e., electroforese em géis de agarose).

Imuno-Hemoterapia

Imagem

Os TACSP envolvidos nesta área trabalham em bancos de sangue e em serviços de Imuno-Hemoterapia, oferecendo apoio laboratorial na área da Medicina Transfusional. Têm como principais funções a identificação dos diferentes grupos sanguíneos, a execução de testes pré-transfusionais e de testes especializados para resolução de problemas de grupagem sanguinea, a investigação de reacções transfusionais adversas e a preparação de componentes sanguíneos (p.e., concentrados de eritrócitos).

Saúde Pública

Imagem

Para além da vertente clínica, o TACSP pode também exercer a sua actividade no âmbito da Saúde Pública. Não sendo uma área muito explorada por parte destes profissionais, uma das suas principais funções neste contexto centra-se na execução de análises físico-químicas e microbiológicas de águas e alimentos, no sentido de assegurar a qualidade dos mesmos. Ainda nesta área, pode colaborar igualmente na realização de estudos e pesquisas de substâncias de interesse para a Saúde Pública, entre outros.

Outras áreas de intervenção

Além das áreas anteriormente mencionadas, existem também TACSP a exercerem a sua actividade no âmbito das Ciências Forenses. A Licenciatura em ACSP permite igualmente o acesso a outras áreas, nomeadamente a docência, a investigação científica, o sector comercial e o Controlo de Qualidade.


Locais de exercício/ Saídas profissionais

De acordo com as suas áreas de intervenção, o TACSP pode exercer a sua actividade em laboratórios de hospitais públicos e privados, em laboratórios privados de análises clínicas e/ ou de saúde pública, em Bancos de Sangue, em Centros de Toxicologia, entre outros. Pode também actuar em centros desportivos, em empresas nas áreas do Diagnóstico Clínico, do Controlo da Qualidade ou de Marketing, e exercer funções docentes e de investigação em instituições de ensino superior e em Institutos de Investigação.


Empregabilidade

Ao nível do mercado trabalho, a situação actual não é de todo favorável aos licenciados em ACSP. O ingresso no quadro dos laboratórios de análises clínicas, públicos e privados, tornou-se cada vez mais difícil, uma vez que a procura excedeu a oferta em larga escala. Nesta sequência, os diplomados em ACSP exploram cada vez mais as competências que a Licenciatura lhes fornece, enveredando por carreiras no sector comercial (p.e., delegados comerciais), no Controlo de Qualidade (p.e., auditores) e na Investigação Científica, prosseguindo estudos pós-graduados (Mestrado e Doutoramento).


Sindicatos/ Associações

Existem três sindicatos que representam os TACSP: o Sindicato das Ciências e Tecnologias da Saúde (SCTS), o Sindicato dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica (SINDITE) e o Sindicato Nacional dos Profissionais de Farmácia e Paramédicos.
No que diz respeito a associações, em Portugal existem a Associação Portuguesa dos Técnicos de Análises Clínicas e de Saúde Pública (APTAC) e a Sociedade Portuguesa de BioAnalistas Clínicos (SPBS). Ao nível internacional, destacam-se a European Association for Professions in Biomedical Science (EPBS) e a International Federation of Biomedical Laboratory Science (IFBLS). A designação internacional adoptada para a profissão de TACSP corresponde a Biomedical Laboratory Scientist ou Biomedical Scientist. No Reino Unido, a profissão tem a designação de Biomedical Scientist, enquanto nos Estados Unidos da América a designação actual é Medical Laboratory Scientist.


por Fernando Eduardo Freitas de Oliveira
Licenciado em Análises Clínicas e Saúde Pública pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto
Bruno Glória
[email protected]
Avatar do utilizador
Bruno Glória
Moderador Global
 
Mensagens: 2561
Idade: 31
Registado: Segunda, 24 Dez 2007 15:06
Sexo: Masculino
Área TDT: Ortoprotesia

Re: Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor marques89p em Terça, 04 Out 2011 13:55

Muito bom o artigo :D
Avatar do utilizador
marques89p
Membro
 
Mensagens: 92
Registado: Quarta, 01 Jun 2011 22:09
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor carina grande em Terça, 04 Out 2011 18:39

Parabéns Fernando, muito bem escrito!
A base do conhecimento está em querer conhecer!
carina grande
Membro Sénior
 
Mensagens: 248
Idade: 31
Registado: Quarta, 21 Maio 2008 23:41
Localização: Amarante - Actualmente: Porto
Sexo: Feminino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor j0nylt em Terça, 04 Out 2011 21:57

Boa Noite!

Como visitante assíduo, no entanto, um membro pouco activo, aproveito este artigo não só para endereçar publicamente os Parabéns ao meu colega e amigo Fernando pelo excelente trabalho, mas também para congratular este fórum (e site) que me tem esclarecido muitas dúvidas.
Continuem com o bom trabalho :)
j0nylt
Membro Iniciante
 
Mensagens: 1
Registado: Sexta, 10 Abr 2009 21:40
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor fefo em Quarta, 05 Out 2011 15:16

Agradeço a todos pelos comentários positivos. Esforcei-me para que, de uma forma resumida, fosse possível abordar todos os aspectos da profissão. De qualquer forma, não hesitem em fazer qualquer tipo de correcção ou sugestão que considerem pertinente.
Avatar do utilizador
fefo
Membro
 
Mensagens: 117
Idade: 30
Registado: Sexta, 01 Ago 2008 15:28
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor olinda em Segunda, 17 Out 2011 19:31

Parabéns pelo trabalho executado! Gostei bastante!
Olinda Dias
olinda
Membro Sénior
 
Mensagens: 438
Idade: 37
Registado: Quinta, 13 Dez 2007 19:22
Localização: Barcelos

Re: Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor sou_eu_a_joana em Quarta, 10 Out 2012 00:51

Muito bom resumo! Focaste os pontos fulcrais de uma maneira simples e ao mesmo tempo completa.

Gostei! =D>
Avatar do utilizador
sou_eu_a_joana
Membro Iniciante
 
Mensagens: 1
Idade: 32
Registado: Quinta, 05 Ago 2010 20:50
Localização: Leiria, Portugal
Sexo: Feminino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor lordkevin em Terça, 11 Dez 2012 10:46

Obrigado pelo bom post ...
lordkevin
Membro Iniciante
 
Mensagens: 1
Registado: Terça, 11 Dez 2012 10:37
Sexo: Masculino
Área TDT: Anatomia Patológica

Re: Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor Juliana Peixoto em Sexta, 25 Jan 2013 15:42

Parabéns, Bruno!

Para quem quiser conhecer mais das atividades de um laboratório entre neste site. É muito bom.

http://www.qualichart.com.br/blog/
Juliana Peixoto
Membro Iniciante
 
Mensagens: 2
Registado: Quinta, 03 Jan 2013 17:15
Sexo: Feminino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor Bruno Glória em Domingo, 27 Jan 2013 10:17

Juliana Peixoto Escreveu:Parabéns, Bruno!

Para quem quiser conhecer mais das atividades de um laboratório entre neste site. É muito bom.

http://www.qualichart.com.br/blog/

Os parabéns são todos para o Fernando Oliveira, foi ele o autor, eu simplesmente postei o seu artigo.
Bruno Glória
[email protected]
Avatar do utilizador
Bruno Glória
Moderador Global
 
Mensagens: 2561
Idade: 31
Registado: Segunda, 24 Dez 2007 15:06
Sexo: Masculino
Área TDT: Ortoprotesia

Re: Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor maf em Terça, 12 Mar 2013 21:46

Boa noite.
Sou Técnica de Análises Clínicas e Saúde Pública, tive a ler o texto publicado e considero-o mesmo muito útil, os meus parabéns.
Já tive a ler vários tópicos do fórum, mas ainda assim tenho uma dúvida, quanto à designação que nos é atribuída a nível internacional.
Segundo o texto deste tópico " A designação internacional adoptada para a profissão de TACSP corresponde a Biomedical Laboratory Scientist ou Biomedical Scientist. No Reino Unido, a profissão tem a designação de Biomedical Scientist, enquanto nos Estados Unidos da América a designação actual é Medical Laboratory Scientist."

Ao consultar este endereço: http://ec.europa.eu/internal_market/qua ... gprof=1125

indicam que o nome genérico da profissão é: Medical/Biomedical laboratory technician. Ou seja, o que se refere à nossa designação internacional?!
Estou um pouco confusa em relação a isto, agradecia se alguém me conseguisse ajudar nesta dúvida.

Muito Obrigada.
Com os melhores cumprimentos, Ana
maf
Membro Iniciante
 
Mensagens: 2
Registado: Segunda, 11 Mar 2013 03:31
Sexo: Feminino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor fefo em Quinta, 14 Mar 2013 23:39

Antes de mais obrigado pelo comentário positivo!

De facto é isso que consta no site da união europeia. A designação da profissão varia muito de acordo com o país. De qualquer forma, na minha opinião a designação mais apropriada será a de Biomedical Laboratory Scientist, sendo esta aliás a designação adoptada pelo organismo que representa a nossa profissão a nível internacional: http://ifbls.org/index.php/en/
Avatar do utilizador
fefo
Membro
 
Mensagens: 117
Idade: 30
Registado: Sexta, 01 Ago 2008 15:28
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Análises Clínicas e Saúde Pública - Saiba mais!

Mensagempor maf em Terça, 19 Mar 2013 23:24

Obrigada pela resposta.

Cumprimentos, Ana
maf
Membro Iniciante
 
Mensagens: 2
Registado: Segunda, 11 Mar 2013 03:31
Sexo: Feminino
Área TDT: Análises Clínicas


Voltar para ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron